Curitiba – Ilha do Mel – Morretes 2009 - Viagens - Hell Patrol

Curitiba – Ilha do Mel – Morretes 2009


  No feriado de 20 de novembro de 2009 fui com mais 3 amigos (Marcão Bobber, Ale Caldeira e Moacir) para Curitiba e depois para a Ilha do Mel.

 O Ale encomendou um banco para a Shadow dele em Curitiba.

1º dia 20/11/2009: SP a Curitiba (PR)

 Saímos de São Paulo bem cedo, nos encontramos no posto de gasolina que tem um Mc Donald’s na Rodovia dos Imigrantes. Eu fui o último a chegar no posto, eram 06h00 da manhã. Motos prontas, dali saímos para Peruíbe, distante uns 100km do lugar onde estávamos , seria nosso primeiro abastecimento.

 Mesmo com o trânsito intenso na rodovia por ser um feriado, a viagem foi tranquila e sem problemas.

 Chegando em Peruíbe paramos no posto de gasolina que fica na entrada da cidade. Enquanto abastecia, fui alertado pelo frentista de que debaixo da minha moto, havia umas gotinhas de óleo. Procuramos uma loja que vendesse óleo na cidade. Achamos rápido, completei o óleo da moto e seguimos viagem.

 Como a moto do Marcão bebe bastante, paravamos no máximo a cada 140km. A moto dele é uma Virago 1100cc, que atende pelo nome de “Monstra”. O Ale foi com a sua Shadow e o Moacir com uma Bandit 650 S e eu com a minha Dragstar.

 Na ida não tivemos nenhum problema, apenas o forte calor na estrada (maldita roupa de cordura), e nada de chuva.

 Chegamos a Curitiba perto das 11h00 e pouco da manhã e fomos direto ao lugar onde o Ale mandou fazer o seu banco novo. Ficamos lá até umas 03h00 da tarde, ai resolvemos procurar o nosso hotelzinho. Era bem bacana, R$50,00 o pernoite com café da manhã, estava ótimo. Tomamos um banho, paramos
as motocas e fomos atrás de um restaurante. Paramos em um churrascaria. Depois disso fomos a um barzinho, numa avenida com um monte de bares pra tomar uma cerveja.

2º dia 21/11/2009: Curitiba a Pontal do Paraná e Morretes

 No dia seguinte como não tinhamos mais nada pra fazer em Curitiba e tinhamos que esperar mais um dia pra buscar o banco, resolvemos ir pra Ilha do Mel. Logo cedo já estava garoando em Curitiba. Ótimo tempo pra testar as roupas de cordura impermeáveis. A jaqueta aguentou, agora a calça... tinha mais água dentro do que fora.

 Chegamos ao Pontal do Paraná, onde se pega o barco pra ir pra ilha. Já na ilha, fomos até a praia do farol, depois arrumamos um lugar pra almoçar. Depois do almoço pegamos as motocas e fomos pra Morretes, ali pertinho. Ai começou a chover bem. As estradas do Paraná são muito boas, mesmo sendo de mão única por ali. Demos uma volta por Morretes pra achar um hotel. De noitezinha, fomos a um restaurante ali perto pra comer o famoso barreado, uma mistura de carne desfiada e farinha. A comida é muito boa, mas é pesada.

3º dia 22/11/2009: Morretes, Curitiba e SP

 No último dia cedo paramos pra tirar umas fotos na beira do rio que corta a cidade que é muito bonita e tranquila. De volta as motos, saimos cedo novamente, com destino a Curitiba pra buscar o banco do  Ale. Subimos a Serra da Graciosa, um passeio bem interessante. Só não recomento passsar por lá com chuva, porque os paralelepípedos escorregam muito mesmo.

 Pegamos o banco em Curitiba e saímos com destino a SP. Paramos pra encher o tanque. Aí o tempo virou meu amigo, mas era MUITA chuva mesmo. Em 30 min. já estava cheio de água dentro da calça impermeável...

 Voltamos até SP com muita chuva na cabeça. Já estava de saco cheio de tanta água. Em um dado  ponto da BR 116 o Ale passou reto em uma curva e desceu um barranco. Nada grave, apenas o protetor de motor que entortou. Arrumamos um pedaço de pau e desentortamos.

 O caminho da volta foi o mesmo da ida, por Peruíbe, para não passarmos pela serra do Cafezal
na BR 116, pois tem muito óleo por ali. Foram 8 horas pra chegar em casa, nunca tinha pego tanta chuva assim na vida, foi o caminho todo, praticamente sem trégua. Mas como sempre, valeu a pena. Foram 3 dias de passeio e 1200km rodados.


Ferrari, novembro de 2009


 




© 2011 webdesign by Pink Purple